“Não se vai a Machu Picchu quando se quer, somente quando a montanha te chama.” Ditado Inca

 

Como nem só de Machu Picchu vive o grande Valle do rio sagrado Urubamba, esse post traz alguns dos seus segredos bem guardados. Aí vão alguns deles:

Las Salinas de Maras

1.   Salineras de Maras

Chegar a esse lugar estranho é mais gostoso a pé. Existe uma trilha de cerca 3km que parte da pequena cidade de Maras.

As salineras possuem cerca 5mil lagoas e já eram usadas pelas civilizações pré-incas. Hoje, produzem a flor de sal e é um dos quatro lugares do mundo onde se produz o sal rosado, com propriedades medicinais. Não só a vista impressiona, mas também a riqueza e história desse lugar.

 

2.  Ollyantaitambo

Conhecida como a última cidade inca habitada, permite um olhar sobre as crenças e tradições desse povo.

Ao mesmo tempo em que mantêm parte dos corpos dos antepassados em casa, seus habitantes possuem um sistema de distribuição de água limpa e potável por toda a cidade.

 

O Caminho das Cinco Lagunas

3. Moray

Um sistema de terraços usado para experimentos agronômicos com formato sugestivo e alguns aspectos místicos ainda pouco compreendidos: dizem que no platô possivelmente se colocava uma orquestra que tocava música para as plantas.

 

  1. Las Cinco Lagunas

Essa caminhada a mais de cinco mil metros de altitude em busca de cinco incríveis lagoas dispersas numa paisagem de sonho; um sonho dourado. Pachamama mora aqui. Caminhe de mãos dadas com ela.

 

  1. A Comida

O Vale Sagrado é o centro de origem de alguns dos alimentos mais importantes para a humanidade: o milho, a batata e o quinoa. A agrobiodiversidade local enriquece uma cozinha tão saborosa quando surpreendente. Deixe-se enlouquer por ela!

Quer chegar lá e vivenciar tudo isso? Entre em contato com a gente para uma experiência mais que exclusiva! Dica: não adianta nem procurar no site ; )