Oferendas e santuários, vulcões e praias, vitaminas e sucos de fruta fazem de Bali o antídoto para os seus problemas.

 

Você não precisa estar numa peregrinação estilo Comer, Rezar e Amar para sentir a energia mágica de Bali. A Ilha dos Deuses exibe paisagens dramáticas com vulcões, terraços de arroz, praias e jardins de corais submarinos. As cidades e as montanhas são repletas de templos e santuários, evidência da singular religião Hindu balinesa praticada pela maioria das pessoas da ilha, que incorpora elementos do Budismo e animismo locais.

Aí vão cinco motivos para você se apaixonar por Bali e voltar para casa melhor do que quando partiu.

 

O icônico templo Pura Dalem Bratam

1. Você irá se reconectar com a natureza

Não é preciso se esforçar muito para mergulhar na natureza de Bali. Na verdade, mesmo numa cidade agitada como Ubud, não é difícil encontrar um refúgio das scooters e motocicletas para um jantar com a vista dos terraços de arroz. Apenas não se esqueça de trazer o repelente.

Todas as melhores coisas em Bali estão a céu aberto: escutar as ondas do mar, caminhar rumo a uma cachoeira escondida, provar um café local na própria plantação ou fazer amizade com os macacos residentes na Monkey Forest Sanctuary de Ubud. O abandono do celular para apreciar as incríveis fauna e flora locais pode ser um efeito colateral de tanta beleza.

 

Habitante do Monkey Forest Sanctuary em Ubud

2. Você movimentará o corpo

A melhor maneira de viver tudo o que Bali tem a oferecer é se movimentando. Nenhuma visita à Bali está completa sem uma parada nos belos terraços de arroz. Luxuriosos, verdes e lindos, você irá se surpreender com o trabalho manual envolvido na produção de arroz enquanto sua em bicas só com uma
caminhada sob o sol do meio dia.

Irá apreciar o nascer do sol num nível totalmente novo quando acordar às três da manhã para subir o Monte Batur. Não é exatamente um passeio no parque: as cinzas vulcânicas fazem com que seja mais ou menos como subir numa duna de areia, mas a recompensa vale, e muito, um par de horas de suor. Sem mencionar o quanto é bom sentir as pernas ficando bem durinhas ainda antes do café da manhã. Coma quanto mie goreng quiser hoje. Você merece!

A vista do topo do Monte Batur vale a caminhada

Em Bali, o ioga vai muito além do exercício e das leggings justinhas. É possível encontrar diversos shalasalls pela ilha que recebem, sem discriminação, tanto novatos quanto alunos dedicados. Faça seu primeiro “cachorro olhando pra baixo”, tente um novo estilo ou participe de uma extasiante sessão de dança depois da aula. Dica: Yin ioga é uma boa opção para alongar os músculos cansados depois de uma caminhada ao vulcão.

 

3. Você irá desacelerar

Acredite nisso, mesmo que você não seja o tipo que relaxa nas férias. O calor e a umidade de Bali lhe farão considerar se esticar na sombra à beira da piscina depois de uma manhã caminhando pelos terraços de arroz, ou mesmo, passeando pelos mercados. Renda-se. Curta uma soneca, leia um livro, ou melhor ainda, puxe papo com outros viajantes ou com as pessoas do lugar.

 

Não se engane: A umidade de Bali lhe fará desacelerar

4. Você irá praticar o auto-cuidado

Pode chamar de auto-cuidado ou de auto-mimo deslavado, mas é muito fácil fazer do bem estar uma prioridade em Bali. Não dá para jogar uma pedra sem acertar um spa com tratamentos como massagem com pedras e esfoliação orgânica que custam relativamente pouco. Há termas naturais são comuns na ilha vulcânica e oferecem algumas horas de pura tranquilidade. Sem mencionar o cardápio saudável de vitaminas, suco verde e algo que eles chamam de açaí (e que parece muito mais com pitaya). Visitas diárias a uma casa de suco ou um café orgânico podem custar uma baba em casa, mas são bastante acessíveis in Bali, onde crescem frutas em abundância. Suas células ficarão vibrando com vitalidade!

 

5. Você sentirá gratidão

Canang sari, oferendas em gratidão aos deuses

Uma das coisas que mais chamam a atenção no povo balinês é sua incrível gratidão por tudo que têm. Há, em todo lugar, pequenas cestas feitas de folha de banana, chamadas canang sari, com oferendas como arroz, flores, doces, incenso e outras coisas. Você passa por elas na calçada, nas estátuas e nos templos, nos degraus de um templo e até onde sua presença parece casual, como na base de uma árvore. Três vezes por dia, as mulheres balinesas praticam esse ritual de retribuição aos deuses pelas graças que receberam. Elas dedicam a maior parte do dia a preparar e distribuir os canang sari. Mesmo para nós que não temos o mesmo costume, o cheiro gostoso do incenso dos canang sari nos lembra o tempo todo de agradecer por estar aqui.

 

 

Tradução livre. Texto original e créditos fotográficos: Stephanie Nairn