Quem pretende viajar as férias de julho já deve estar se coçando… E o que melhor do que um lugar espetacular logo aqui ao lado no Peru?

Conheça esses 10 segredos bem guardados sobre Machu Picchu e aproveite depois para dar uma olhada no nosso roteiro na Trilha Inca. Ele é considerado pelo governo peruano como o que mais traz benefícios para a população local e estrutura para o viajante.

Mas vamos aos segredos (shhhh!):

1. Oficialmente, o primeiro explorador estrangeiro a descobrir Machu Picchu foi Hiram Bingham em 1911. Ele estava a procura da cidade perdida de Vilcabamba.

2. No princípio, Mr. Bingham não deu muita atenção à descoberta. Convencido de que não era o que procurava, ficou só um dia na cidade.

3. Hoje, o governo peruano pede ao governo americano a devolução de mais de 40 mil artefatos coletados por Bingham que estão na Universidade de Yale.

4. Duas irmãs peruanas, Roxana e Vitória Abril, dizem ser donas de Machu Picchu. Elas alegam que seu avô havia comprado as terras muito antes da descoberta de Birgham.

5. Devido à sua localização, a cidade nunca foi encontrada pelos invasores espanhóis. Pesquisas sugerem que a maioria dos habitantes morreu de varíola antes desse período.

6. Na língua Quechua, Machu Picchu quer dizer “Velha Montanha”. Ela é conhecida como “A Cidade Perdida dos Incas”, uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno.

7. A cidade é misteriosamente construída sem o uso de rodas para transportar as pedras. Essas foram entalhadas sem ferramentais de metal e unidas sem argamassa, mas não há espaço para uma agulha entre elas.

8. Na Trilha Inca, os carregadores dormem com um objeto de metal brilhante. Eles acreditam que ajuda afastar os espíritos e alguns contam terem sido puxados para fora de suas barracas.

9. Os Incas tinham um sistema postal avançado: Jovens “Chaski” corriam a velocidades máximas por 2 ou 3 km, passando a mensagem para o próximo “Chaski”. Assim, produtos e notícias circulavam rapidamente pelos 40mil km de trilhas do Império.

10. Apesar de sua fama, Machu Picchu não era a cidade Inca mais importante, mas sim Cusco, a capital do império no Vale Sagrado do Peru.